• b-facebook
  • Twitter Round
  • Instagram Black Round

© 2016 por Ateliê Digital Faz-Tudo para Diabética Tipo Ruim.  

Todos os direitos reservados. O conteúdo deste site não pode ser copiado e é protegido por lei.

Sujeito a penalidades criminais.

Please reload

PROCURE POR TAGS: 

Please reload

POSTS RECENTES: 

SIGA

  • Facebook Clean Grey
  • Twitter Clean Grey
  • Instagram Clean Grey

Você não precisa tentar ser extraordinário o tempo todo!

 

“Olha só, nesse link tem uma lista de atletas olímpicos e que são DM1....Legal neh?”

Sim. Muito. Que bacana! :)

Mas, o que isso muda na sua vida? Na minha, muda nada.

Você já deve ter ouvido falar do Dr. Walter certo? Se você não ouviu, entra aqui no site dele e procura ir à palestras desse homem iluminado. (http://walterminicucci.com.br/)

Pois bem, durante o congresso nacional de diabetes eu pude trocar algumas belas palavras com ele, e na rápida conversa ele me disse o seguinte:

“Eu tinha algumas fotos de atletas diabéticos decorando o meu consultório, e eu sempre mostrava a foto daquele surfista, que não me lembro o nome agora, para os meus pacientes e dizia que eles poderiam ser como ele, surfista, atleta...e que o diabetes não deve ser uma barreira para isso. Um dia entrou no meu consultório um menino franzino, magro, óculos fundo de garrafa, mirradinho coitado, e eu já ia começar o meu discurso sobre ser um atleta, um surfista, sobre superar a doença e ser o que vc quiser ser. Foi aí que me dei conta de que aquele menino nunca seria um atleta, mesmo se ele não tivesse diabetes, ele nunca seria. Aquele menino era um nerd, lutava para pertencer ao mundo, jamais ele seria um atleta. E foi aí que me dei conta na carga negativa de apontar um atleta como referência para pessoas “normais”.”

A conversa foi incrível e eu poderia ficar horas e horas com aquele senhor simpático e grisalho, com seus anos de experiências e histórias para contar. Mas não tive essa chance, ainda.

O resumo disso tudo é que, sim vc pode ser o que vc quiser, mesmo tendo diabetes...E a gente sabe disso, mas ficar compartilhando essas listas de atletas como se isso fosse uma base sólida, como se fosse uma promessa de que isso vai acontecer com vc um dia é pura ilusão, e o pior, vc já imaginou que tem por ai um milhão de meninos que NÃO querem ser um surfista?

O Dr. Walter ainda me disse que só depois disso que ele entendeu que, SÓ o fato de sermos lutadores, sobreviventes, disciplinados, empenhados e esforçados nos torna grandes ATLETAS DA VIDA. Ele não tinha o direito de ficar, de certa forma, pressionado seus pacientes a serem A PRÓXIMA SUPER ESTRELA DOS ESPORTES. Simplesmente algumas pessoas não nasceram pra isso. E ponto.

“Ah Marina, mas essa lista de atletas é uma motivação para todos nós.” Sim, de fato é.

É muito legal saber que existem diabéticos que chegaram às olimpíadas e que vivem super bem controlados (embora a gente não saiba ao certo sobre essa informação pois isso não é divulgado, então a gente PRESSUPÕE que eles sejam super bem controlados, mas não temos certeza né?), isso é realmente motivador pois te mostra que a sua garra e sua perseverança podem sim te levar para qualquer lugar, independente do diabetes. MAS, POR OUTRO LADO, vejamos aqui, em um simples devaneio: 500 novos casos de diabetes são diagnosticados todos os dias no Brasil. Dessas 500 pessoas, quantas irão se tornar atletas de alta performance?

.......cri cri ==== cri cri ==== cri cri ====........

PORQUE RAIOS PRECISAMOS ENTÃO USAR LISTAS DE ATLETAS COMO MOTIVAÇÃO?

Ainda não consegui achar essa resposta.

Pra mim, e ACREDITO QUE para o Dr. Walter também, talvez a maior motivação que devemos buscar para o melhor controle, para um bom relacionamento com sua doença, para uma aceitação do diagnóstico e para o tratamento como um todo esteja em: PESSOAS COMUNS.

Talvez o menino nerd só queria conhecer alguém da mesma idade dele, que enfrentasse os mesmos medos e que quisesse jogar pokemon go depois da escola.

Talvez a menina de 16 anos ame assistir a Flavinha da ginástica, mas o seu grande talento é na culinária ou na pintura.

Talvez a mulher de 35 só queira conversar com uma outra mulher, e que já engravidou mesmo tendo DM, e que tenha muitas respostas para as dúvidas que ela tem na cabeça.

Talvez as pessoas precisem SÓ de mais “normalidade” na vida delas. Talvez a motivação que você precise venha de uma pessoa que não consegue levantar 2 sacos de açúcar de uma só vez, mas sua força toda esteja dentro da alma, do coração e principalmente, dentro da sua sabedoria de vida.

Esse negócio de enaltecer atleta e torná-los super heróis diabéticos me causa uma certa repulsa. Pare para pensar: só pq o cara é atleta ele, automaticamente, vira um semideus do bom controle? Acho que não é bem assim não.

Entendam, não estou aqui para desmerecer os atletas, de forma alguma. Só vim trazer esse pinguinho de reflexão sobre o que, quem e como estamos nos motivando na vida real.

Motivação é essencial. Se vc deseja muito ser um nadador olímpico, siga seus sonhos, se espelhe em alguém e vá em frente. Lute contra o mundo e realize seu desejo, com certeza vamos nos orgulhar muito de um atleta DM diabético defendendo medalhas de ouro nas olimpíadas.

A mensagem que eu quero deixar aqui é a seguinte:

Vc não precisa tentar ser extraordinário o tempo todo. Vc não precisa tentar ser um atleta para ter o valor reconhecido. Vc não precisa ser perfeito. Vc não precisa provar nada pra ninguém. Vc não precisa estar feliz e motivado o tempo todo.

TÁ TUDO BEM SE VC QUISER SER SÓ UMA PESSOA QUE TEM DIABETES.

Pq com certeza para alguém, vc sempre foi e sempre será, uma pessoa extraordinária.

Please reload

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now