• b-facebook
  • Twitter Round
  • Instagram Black Round

© 2016 por Ateliê Digital Faz-Tudo para Diabética Tipo Ruim.  

Todos os direitos reservados. O conteúdo deste site não pode ser copiado e é protegido por lei.

Sujeito a penalidades criminais.

Please reload

PROCURE POR TAGS: 

Please reload

POSTS RECENTES: 

SIGA

  • Facebook Clean Grey
  • Twitter Clean Grey
  • Instagram Clean Grey

Querido Diabetes

11.09.2016

 

Escrevo essa carta depois de 15 anos completos convivendo diariamente com você. Hoje, no meu aniversário de diagnostico, quero ser o mais clara e aberta contigo para que não haja mais nenhum problema entre nós. Acredito que se mantivermos uma relação honesta, sem rodeios e alegrias mentirosas podemos conviver sempre melhor.

No começo não entendia muito bem qual era a sua, fiquei pensando que você seria só mais um detalhe na minha vida, um detalhe pequeno e sem a menor importância, mas me enganei. 
Você chegou sem aviso, e acredito que sempre chega assim na vida da maioria das pessoas. Gostaria de te dizer que isso não é legal. Você não é só uma visita indesejada, você é um hospede muito mal quisto. Se alguém por aí disser que não se importa de tê-lo como hóspede, meu querido, abraça a causa e fique pra sempre por lá, pq olha, vou te falar que na grande maioria dos casos as pessoas odeiam te ter por perto.

Gostaria de saber com que direito você transforma a vida de uma pessoa? Você chega e muda a vida de uma família, traz insegurança para os adultos e rotinas entediantes para as crianças. Sem ao menos perguntar se queremos você por perto simplesmente percebemos que você passa a habitar a nossa casa, muda as coisas da geladeira, enche nossas mochilas, gavetas, bolsas e por todos os lugares conseguimos encontrar pedacinhos de mudanças. São seringas, canecas, insulinas, doces diet, refrigerantes zero, adoçantes, lancetas, medidores, glicoses...tudo isso espalhado pela casa....e pela vida.

Do dia pra noite somos obrigados a te carregar nas costas pra onde quer que a gente vá, isso é cansativo sabia? Vc podia dar uma trégua de vez em quando, tirar umas férias, sair pra viajar, sei lá...largar do nosso pé pelo menos por alguns dias, seria libertador! Vc precisa ser um pouco mais independente sabe...?

Ter você por perto é realmente uma chatice, mas você consegue piorar as coisas quando decide ficar com essa putaria de sobe e desce, sobe, sobe, sobe e não desce nem com reza. Essa sua inconstância é enlouquecedora. Muitas vezes você faz isso em momentos inoportunos e me coloca em situações realmente embaraçosas. Isso definitivamente não é muito legal da sua parte.

Ah! Faça as pazes com a minha menstruação!! Gente não é possível que vocês dois, farinha do mesmo saco, chatos pra cacete, não possam entender que os dois juntos já é um pouco demais? Um quer trazer dor das cólicas, e o outro não quer abaixar enquanto a bendita não descer? Não dá. Parem de fazer isso por favor! Isso tbm serve para o vírus da gripe, infecções, enfim.. você não é o único em minha vida, então vamos ser mais gentil com as outras doenças? Já te dou atenção diária, vc definitivamente não precisa ficar “carentão” quando outra doencinha surgir neh? Se você ficar estável é bem provável que a doença vá embora logo. Seja mais espertinho...

Mas parece que essa carta foi escrita só para reclamar de você né? Engano seu queridinho.

Também vou aproveitar a oportunidade para te agradecer por tudo o que sou e aprendi por sua culpa e que tenho consciência que devo à você. Se eu fosse totalmente normal não teria tido a sorte de conhecer pessoas incríveis.

Fazer exames de rotina, cuidar da minha saúde, ser mimada por alguns amigos. Tudo isso é simplesmente recompensador quando olho para todas as coisas ruins que sinto quando você está descontrolado. Você sabia que hoje tenho um blog? Escrevi até um livro sobre a nossa relação, e menino (!) , vendeu pra ca-ra-lho! E estamos só no começo dessa história! Sim, você me trouxe coisas boas tbm. Talvez a melhor delas foi poder conviver com pessoas realmente incríveis e que também tem vc na vida delas. Mas o grande motivo da alegria é perceber que temos muito mais coisas em comum do que você. Temos outros gostos, hobbies, bichos de estimação...tudo isso em comum e que me proporcionou amizades super verdadeiras.

Se é que posso me atrever a te dar um conselho: quero te pedir para ter mais cuidado ao escolher pessoas para simplesmente se mudar e morar definitivamente. Tem muita gente por ai que não tem condições de hospedar uma pessoa como você na vida delas. São pessoas carentes de recursos, sem muito acesso à medicamentos, insumos, e às vezes sem apoio emocional. Deixe essas pessoas em paz! Elas já tem problemas demais para se preocupar. Custear a sua estadia em nossas vidas é realmente muito caro e o país está em um momento bem zoado de crise. Não é todo mundo que pode pagar pelas melhores tecnologias e conseguir viver uma vida confortável e segura com você.

Os mais afortunados vivem dizendo que não é problema te ter por perto, mas é fácil falar isso quando se tem tecnologia de ponta e um armário cheio de insulina. Quando vc tem um estoque maravilhoso de medicamentos e acesso à médicos bons pode até não parecer um grande dilema. Mas é difícil pra quem depende do sus, quem depende de doação, quem não tem grana pra comer o integral, o light, o diet, o orgânico; quem ainda aplica um único tipo de insulina e nem sabe o que é contagem de carboidrato. Para essas pessoas a sua hospedagem custa muito caro. Custa os olhos, os pés, as pernas, o coração e os rins. Custa a vida delas. Dê uma trégua para essas pessoas, busque aqueles que não se importam e que tenham condições financeiras de te hospedar e de te dar uma qualidade de vida boa. Tem mó galera por ai que vive gritando para os quatro ventos que adora te ter por perto...então...já sabe neh? Ah! Evite as crianças também. Porra mano, são crianças! Não tenho nem o que argumentar com você sobre isso.

Olha Sr. diabetes, não quero parecer ingrata nessa carta mas tente entender o meu lado. Sabemos o quanto você é inoportuno e mesmo assim convivemos relativamente bem todos esses anos, eu sinceramente só queria te dizer isso tudo porque confio em você. Eu sempre peço a sinceridade acima de qualquer coisa para os meus reais amigos e eu não poderia deixar de ser sincera contigo. Estamos completando um ciclo hoje e nada mais justo do que termos essa conversa franca não acha?

Sei que só eu e você sabemos tudo o que já vivemos nesses anos todos. A gente tem muita história pra contar por aí e principalmente, somos verdadeiros cúmplices em diversos momentos da minha vida. Sou grata por tudo o que eu aprendi contigo. Uma das coisas que você me ensinou, além de me deixar mais forte, foi saber respeitar a opinião do outro. Isso é maravilhoso e sinto que sou uma pessoa justa por ser assim.

Agradeço tbm por ter tido muitos momentos ruins e ter ficado de cama, pois foi nesses dias q eu tive muito tempo para ler e pensar na vida. Li livros realmente incríveis e eles me tornaram um ser humano muito melhor. Quero te dizer que aprendi a entender que muitas vezes as preocupações dos outros, por mais chata que possa parecer, são muitas vezes verdadeiras e sinceras. Mas aprendi também a detectar “falsianes” a muitos quilômetros de distância. O seu filtro de bem e mal é muito útil na minha vida hoje em dia.

Quero te agradecer por me ensinar a refletir sobre a vida, mas também, por me deixar bem a vontade para falar, pensar e refletir sobre a morte.

Uma última coisa que gostaria de agradecer à você foi o poder transformador que você me deu. Sem ele eu seria só uma pessoa mediana por ai dizendo que “está tudo bem”, quando sabemos que na verdade, muitas vezes não está.

O poder transformador é realmente o seu melhor e maior legado. O autoconhecimento necessário para usá-lo demorou alguns anos para desabrochar em mim, mas hoje posso dizer eu sou sim responsável por mudar muitas vidas e pensamentos apenas deixando que as pessoas sejam livres para pensar, sentir e refletir. Não sou uma impositora de ideias, sou uma incentivadora do autoconhecimento. E Obrigada por isso.

Incrivelmente as correntes que me prendem a você são as mesmas que me libertaram para o mundo.

Muito obrigada por esses 15 anos, hoje não assopro velinhas, eu assopro gliter nas pessoas espalhando o bem por aí....

De sua eterna hospedeira...

Marina.

Please reload

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now